quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

Sobre Concursos de DV e afins....






Bem meninas, é do conhecimento de todas vocês que já participei de muitos concursos e incentivo minhas alunas a participarem. Mas, dentro do meio de dança do ventre este é um tema muito polêmico, que gostaria de dividir com vocês algumas coisas que acredito que são importantes para a escolha de vocês: participar ou não de concursos?

Por que a polêmica?

Muitas pessoas dizem que participar de concursos é incentivar a rivalidade entre grupos e inflar egos, colocando aqueles que ganham “acima” dos outros, como se sua arte fosse melhor.

Eu já vi muita coisa em concursos, inclusive, coisas que poderiam me fazer desistir de participar, como, por exemplo:

• Torcidas adversárias virando de costas para o palco ou fazendo pouco dos concorrentes que estavam se apresentando;

• Mães culpando a organização do evento, dizendo que o concurso era “comprado” só porque a sua filha não ganhou;

• Professoras histéricas porque o seu grupo não tinha sido o melhor e as alunas, chorando, pois tinham “decepcionado” a professora;

• Pessoas que até então participavam de tudo e, “de uma hora para outra” começaram a desdenhar de tudo aquilo, geralmente, depois de terem perdido algum concurso.

Pois é, tudo isso passa bem longe do glamour que esperam da Dança do Ventre, não é? Tendo isso em mente, podemos passar para o próximo ponto...

POR QUE PARTICIPAR DE CONCURSOS?

Acredito que os concursos são um meio de divulgação do trabalho, de tornar conhecida no meio da dança, conhecer pessoas interessantes, outras nem tanto...

Mas, o principal, é que o concurso começa em sua preparação, com a escolha da música, da roupa, a elaboração de uma coreografia, os ensaios, o frio na barriga... Esse processo nos faz crescer como artistas, a criar metodologias, encarar a realidade da DISCIPLINA...

No dia do concurso, é o resultado desse processo, e acreditem ou não, se você vai ganhar ou não, isso é um detalhe, o que importa é a sua SUPERAÇÃO pessoal, ou seja, a cada concurso que você participa, receber notas melhores, encarar desafios cada vez maiores, coreografias mais difíceis, eventos mais concorridos, etc.

Claro que, neste caminho, tive avaliações ótimas, outras, nem tanto. Mas, recomendo que, verifique, quando pegar suas notas, o que te serve ou não; quais profissionais te avaliaram de forma séria e respeitosa e até conversar com ele depois, numa boa, com o intuito de APRENDER E CRESCER

Eu participo de concursos há muito tempo. Tenho a experiência da vitória (Mercado Persa, categoria duplas, 2004) e não teve “marmelada”, nós merecemos, pois ensaiamos muito (9 horas por semana) e no momento da apresentação deu tudo certo, saiu como planejado. E também tive a experiência de ir para a final do mesmo concurso em 2006, na categoria profissional e não ganhar, e sei que também não teve “marmelada”, pois sabia que poderia ter ensaiado mais, ficado menos nervosa, etc.

Já peguei segundo lugar, terceiro, em outros, nem deveria ter saído de casa naquele dia... enfim... e estou aqui, contando história pra vocês, conseguindo passar um pouco da minha experiência pra vocês. Vale a pena participar. Pelo menos para mim.

Neste ano de 2009, inscrevi minhas alunas em vários concursos. Alguns, foram muito ruins em termos de avaliação e, claro, não voltaremos. Outros, valem a pena, já estão em nosso cronograma.

Tive alunas que não tiveram maturidade para agüentar a dor de perder um concurso. É uma pena, pois essas alunas fecharam um ciclo de possibilidades de auto-conhecimento, estudo e experiências.

Se o intuito for esse, vale a pena participar de concursos. E aí, vai encarar????

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Mulher de Fases